Recenseamento

Pensamentos

"Porque há lugares, meu Deus, que têm de ser mantidos.

E é preciso que tudo isto continue,

Quando já não for como agora,

Mas melhor.

É preciso que a vida do campo continue.

E a vinha e o trigo e a ceifa e a vindima."

(Charles Péguy)

Porta 65

Portal Do Cidadão

PDF 

Feira da Senhora da Ouvida – realiza-se em 3 de Agosto, é uma das maiores feiras de ano no nosso País. De carácter religioso com romaria e novena, contando com missa campal e procissão. Localiza-se junto à E.N. nº 2,  no cruzamento em Monteiras, na ligação de Castro Daire a Lamego. As suas principais atracções são a feira de gado bovino, a luta de bois e a corrida de cavalo, e a noitada do dia 2 para o dia 3, com as barraquinhas de comes e bebes.

Nas tasquinhas que existem na feira podem saborear-se os churrascos e a famosa posta de vitela Arouquesa.

Na feira podemos encontrar as febras grelhadas de vitela Arouquesa e de porco, entremeada, e uma variedade de petiscos característicos das barraquinhas ambulantes das feiras, acompanhado com um bom vinho da região do Douro ou do Dão.

As famosas casas de doçarias, o biscoito Teixeira, as bolas de carne, presunto ou sardinha. O famoso fumeiro de Castro Daire, o presunto, salpicão, chouriça, moiras.

É neste dia que as famílias juntam-se para confraternizar, e preparam o seu farnel para almoçar ou lanchar nas margens do rio Paivó.

Na noitada surgem os grupos de animação, os bailes, os cantares á desgarrada, ou as cantigas ao desafio.

No dia 3 a feira conta com a procissão, sermão e missa cantada em honra da Senhora da Ouvida, ao fim aproveita-se para almoçar nas barraquinhas presentes na feira. Á tarde as lutas de Bois e animação proporcionada por cantares à desgarrada.

Em 2001, foi apresentada uma tourada à Portuguesa, organizada pelo cavaleiro tauromáquico Agostinho Gonçalves da Silva, natural das Monteiras, com o apoio da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia.

 

 
RocketTheme Joomla Templates