Eventos na Freguesia

Questionários

Utiliza o novo sitio da freguesia para?
 

Quem está On-Line

We have 74 guests online

Recenseamento

Pensamentos

"Porque há lugares, meu Deus, que têm de ser mantidos.

E é preciso que tudo isto continue,

Quando já não for como agora,

Mas melhor.

É preciso que a vida do campo continue.

E a vinha e o trigo e a ceifa e a vindima."

(Charles Péguy)

Porta 65

Portal Do Cidadão

Uma das maiores feiras de ano do País realiza-se a 3 de Agosto PDF Print E-mail
Written by administrador   
Wednesday, 25 July 2012 16:42

Feira da Senhora da Ouvida atrai milhares de pessoas ao Montemuro

É, provavelmente, uma dos maiores feiras anuais que se realizam em Portugal. A Feira da Senhora do Ouvida atrai milhares de pessoas ao Montemuro, nos dias 2 e 3 de Agosto, numa festa que é um misto entre o religioso e o profano. A novena e romaria à Senhora da Ouvida, os cantares ao desafio, a feira de gado bovino e as chegas de bois são os pontos altos de um evento que marca as gentes da Freguesia de Monteiras, no concelho de Castro Daire.


Nas tasquinhas da feira os visitantes podem saborear-se a famosa posta de vitela Arouquesa, mas também as febras grelhadas de vitela e de porco, entremeada e uma variedade de petiscos característicos das barraquinhas ambulantes das feiras, acompanhada com um bom vinho da região do Douro ou do Dão. As famosas casas de doçaria, o biscoito Teixeira as bolas de carne, presunto ou sardinha, mas também o famoso fumeiro de Castro Doire, podem ser encontrados nos inúmeros feirantes presentes, onde poderão encontrar também brinquedos, loiças regionais, vestuário, calçado, entre outros artigos, para além de maquinaria agrícola. Américo Silva, Presidente da Junta de Monteiras, entidade que organiza a feira destaca a tradição de um certame que faz parte do imaginário coletivo, mas também um património cultural. O autarca diz que as gentes da freguesia nem admitem pensar no fim da Feira da Ouvida.


Gazeta Rural (GR): Que haverá de novo este ano na Feira Ouvida?
Américo Pereira da Silva (APS):
O destaque na feira da ouvida vai, naturalmente, para a chega de bois, mas também a romaria à Senhora da Ouvida e os cantares ao desafio. Há uma imagem de marca desta feira que é, na noite anterior, a romaria pelas barracas com cantares ao desafio, numa tradição bastante antiga. Para além disso, há o habitual convívio, com febras, entremeadas, a famosa posta de vitela arouquesa. No dia 3 teremos, às 11 horas, a missa em honra de Nossa Senhora da Ouvida, e à tarde haverá cantares ao desafio e a tradicional luta de bois. Pelas cinco do tarde uma garraiada encerrará a festa.


GR: Há uma tradição enraizada, quase obrigatória, das pessoas se juntarem no Alto da Ouvida nestes dias?
APS: É uma tradição. Os emigrantes, que nesta altura nos visitam, fazem questão de marcar presença. Há uma grande concentração de pessoas vindas de Viseu, Vila Real, Lamego, Cinfães, entre outros locais. Acredito que passem pelo Ouvida mais de cinco mil pessoas.

GR: Há alguns movimentos anti-tourada, mas também contra a luta de bois. Esta é uma questão que não se coloca?
APS: Não. As pessoas fazem-no há muitos anos e é uma tradição. Depois há um factor importante. Os animais que se confrontam, quando um apercebe que o outro é mais forte cede e acaba tudo ali. Diria que, por vezes, parecem guerras combinadas, mas e mesmo aquilo.

GR: O que representa a Feira para a Junta de Freguesia de Monteiras?
APS: Representa muito. Representa a história, a tradição, é uma feira em que as pessoas se revêem. É uma das maiores atracões e a maior festa da Freguesia de Monteiras, a qual as pessoas jamais põem a hipótese de acabar. Além de ser um património cultural, é uma paixão. Há pessoas que contam os dias até que cheguem os dias 2 e 3 de Agosto.

Com a cortesia da: Gazeta Rural nº182 Página 9

www.gazetarural.com
Cartaz da Feira (Clique na imagem para ampliar)

Last Updated on Wednesday, 25 July 2012 16:53
 
<< Start < Prev 1 2 Next > End >>

Page 2 of 2
RocketTheme Joomla Templates